4 de julho de 2012

pAiXã0eAm0r

Nos pedaços de mim existe um rio
Que corre preso ao seu leito
Demasiadamente desfeito
Demasiadamente frio
O calor das águas afoga-se em dor
E tudo se chama paixão e amor...

Os recantos da minha casa cheiram a caminho
Às vezes na foz, outras na fonte
Inquietamente sozinho
Inquietamente a monte
Fico louco sem verso nem andor
E tudo se chama paixão e amor...

1 comentário:

Ailime disse...

Muito, muito belo.
Um beijinho.
Ailime

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...