23 de setembro de 2013

RaMoSr0sA

Solta-se o vento dos teus versos
Flores vermelhas, cantares dispersos
Na grandeza de cada palavra quente
Viverás em mim eternamente!

Que da pegada deixada fruto e cor
Que da voz, ternura e amor.
Árvore forte, secular entre a gente
Viverás em mim eternamente!

Não se calará o sabor único no horizonte
Mel dos meus lábios no teu nome a monte
Vais, ficas... e é isso a maré da tua semente:
Viver em nós eternamente!

20 de setembro de 2013

pAuSa

Potente sopro o do amor
Cansado, em dias de sol e sorrisos
Calado entre os gritos mais precisos
Este sopro de sol, chuva e cor...

Carregado, o brilho da nossa vida
Na brisa fresca da euforia louca
Como uma dança nunca feita, nunca pouca
Este brilho, doce paixão forte e colorida...

Silenciosa, a dor da solidão
Feita gume que jorra sem parar
Cantiga de tanto não te saber amar
Esta dor, manto inquieto do meu coração!

10 de setembro de 2013

pArTiDa

Que do vento o amor se levante
Que do toque, a vida
Lágrima doce, a despedida
Num tempo de espera mais adiante...

Que da casa nasça a mãe
Que do leito, o futuro e o presente
Lágrima doce, a saudade quente
Dentro de mim, como uma onda que vai e vem...

Que dos sorrisos vossos se faça a luz
Que da força, esse abraço eterno
Lágrima doce, o desejo terno
Onde tudo cabe, engrandece e seduz!

5 de setembro de 2013

(H)aMaR

Leve, leve, o sorriso do dia a nascer
Mágico o sabor da tua pele em mim
Canto forte, nesta vida de te ter
Pousada em flor no meu jardim!

Bom, bom, o abraço do nosso abrigo
Céu de acordar neste amor sem fim
Abro-me em mar e tudo consigo
No embalo da flor no meu jardim!

aTuAaUsÊnCiA

A tua ausência morde-me o tempo e já não sei muito bem contar. Contar os dias que faltam ou contar os passos obrigatórios. Sabes que o me...