16 de julho de 2012

pReSsA

  • Um dia invento uma tempestade
  • E naufrago. Desapareço.
  • E mesmo assim não sei se me esqueço...
  • Uma noite arranco a lua
  • E tudo escurece. Emudeço.
  • E mesmo assim não sei se o meu grito mereço...
  • Um dia sonho de novo que existe paz
  • E canto os momentos das promessas
  • Talvez sem pressas...

1 comentário:

Ailime disse...

Amigo,
Adoro o que escreve!
E claro, que merece, tudo, por tudo o que é e sabe ser.
Um beijinho.
Ailime

DeHoJeDeSeMpRe

Esta flor que nasce no vento Este sorriso que trago em mim Sabe-me melhor no momento Em que me acordas assim Este mar que s...