14 de maio de 2013

uMdIa

Fico atordoado no silêncio do vazio.
Um dia serei rio
E saberei correr.
O meu leito é um manto
Pedaço do canto
Onde me faço viver
E onde hei-de morrer.

1 comentário:

mariam disse...

Belo.

e, já és rio!

beijinhos :)
mariam

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...