6 de agosto de 2013

AtEuLaDo

Passo a passo, no sonho de um sonho sonhado
Sonho a sonho, no canto de um canto cantado
Canto a canto, no abraço de um abraço abraçado
O meu abraço é estar contigo, deste lado!

Medo a medo, no silêncio do silêncio calado
Silêncio a silêncio, no inquieto caminhar também gritado
Grito a grito, no sentir do sentir às vezes acorrentado
O meu leito corre assim, a teu lado!

Sem comentários:

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...