6 de agosto de 2013

AtEuLaDo

Passo a passo, no sonho de um sonho sonhado
Sonho a sonho, no canto de um canto cantado
Canto a canto, no abraço de um abraço abraçado
O meu abraço é estar contigo, deste lado!

Medo a medo, no silêncio do silêncio calado
Silêncio a silêncio, no inquieto caminhar também gritado
Grito a grito, no sentir do sentir às vezes acorrentado
O meu leito corre assim, a teu lado!

Sem comentários:

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...