3 de outubro de 2013

tRiLh0sFoRtEsDeSeRt0sEnCaNtAd0s

Trilhos fortes, desertos encantados
Caminhos feitos dos amantes acordados
Imensidão em cada ternura
De ser e estar, em sede e candura

Trilhos fortes, desertos encantados
A voz que canta em danças e fados
Inquietação em cada ausência
De ser e estar, em fome de essência

Trilhos fortes, desertos encantados
Viagem eterna sem gritos calados
Solidão que da vida se faz
De ser e estar, na guerra e na paz



Trilhos fortes, desertos cansados...

2 comentários:

OUTONO disse...

...caminhos a dois nas serranas vegetações ...do amor!

Abraço!

Helena Medeiros Helena disse...

Tu e eu... entrelaçados nas folhagens de uma paisagem interior que apenas se adivinha...

DeHoJeDeSeMpRe

Esta flor que nasce no vento Este sorriso que trago em mim Sabe-me melhor no momento Em que me acordas assim Este mar que s...