3 de outubro de 2013

tRiLh0sFoRtEsDeSeRt0sEnCaNtAd0s

Trilhos fortes, desertos encantados
Caminhos feitos dos amantes acordados
Imensidão em cada ternura
De ser e estar, em sede e candura

Trilhos fortes, desertos encantados
A voz que canta em danças e fados
Inquietação em cada ausência
De ser e estar, em fome de essência

Trilhos fortes, desertos encantados
Viagem eterna sem gritos calados
Solidão que da vida se faz
De ser e estar, na guerra e na paz



Trilhos fortes, desertos cansados...

2 comentários:

OUTONO disse...

...caminhos a dois nas serranas vegetações ...do amor!

Abraço!

Helena Medeiros Helena disse...

Tu e eu... entrelaçados nas folhagens de uma paisagem interior que apenas se adivinha...

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...