19 de julho de 2010

tUd0tAnTo

Amansa-me a alma peregrina e cansada
Como se fosse o pão da terra
Leva-me contigo até ao cimo solto da serra
E larga-me ao vento. Mais nada...
O meu tempo pede só mais um manto,
Um beijo, um toque do teu aroma também
E deixo-me caminhar até ti, mãe
Até um dia regressar. Tudo tanto...

3 comentários:

Maria disse...

Tenho o coração apertado, Pedro.
Se o meu abraço te amansar um pouco... aqui fica. Sempre. Tudo tanto...

G... disse...

Pedro: sempre TANTO. Tanto SEMPRE.
Sempre tanto que se poderia dizer. Tanto que se cala sempre, por não se saber dizer...
Beijinho

ErikaH Azzevedo disse...

Esse deixar-se ir com o que se sente..seguir..regressar...ir....e tudo é um tanto de saudade ...e tudo é um tanto de vida .

Bjo ao menino.

Erikah

LeGeNdA

Pac-man e suas princesas