28 de outubro de 2012

0mEuLuGaR

Leva um toque deste cheiro até ti
Deixa-o numa onda permanente a abraçar-te
O meu lugar é este tempo daqui
O meu tempo é estar sempre a encontrar-te

Leva uma maré até ao teu leito
Aconchega-lhe os sonhos da boa hora
O meu lugar é o tesouro do teu peito
O meu tesouro é esta luz que se demora

Leva-me para junto do amor
Em cheiros de maresia e saudade
O meu lugar é querer vida sem dor
A minha vida é um poço de eternidade

1 comentário:

Maria disse...

Bonito...
A tua vida é com certeza o que dela fizeres. E é muito bom saber que estou algures aí, pelo meio...

Abraço-te.

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...