6 de fevereiro de 2013

oNdA


O que fica depois da onda?
A chegada? Uma nova viagem?
Apenas memórias perdidas?
Ou a descoberta?
O que fica, se tudo o que vejo tem a forma incerta…?

2 comentários:

mariam disse...

Belo.
... também o incerto faz parte da magia da vida...

Beijinhos :)
mariam

Relicário disse...

O nado
O nada
a onda
a concha.

Dias seguintes, talvez.

Beijo na alma,
Sam.

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...