3 de fevereiro de 2014

mUlTiDã0

Diz que sim ou diz que não
Sê a tua voz, a tua esperança
E serve em brinde de canção
Os teus sonhos de criança

Diz da sorte ou do azar
Rompe na avenida o novo grito
E na dança do punho no ar
Abraça-me tudo o que tenho escrito

Só podemos ir se for
No corpo de um beijo
Uma vida que se chama amor
É o tanto que desejo

Diz do muito ou diz do pouco
O mistério de uma lágrima vã
Que de tanto ser médico e louco
Acordamos sempre pela manhã

Diz da vida ou diz da morte
Ao som do teu bate-bate
Dá-me um sorriso bom e forte
E tudo o mais que se combate

Só podemos ir se for
No corpo de um beijo
Uma vida que se chama amor
É o tudo que desejo

Diz da criação e fica!
Apertando o cerco à felicidade
No que se tem e no que se pratica
Para ser porto da tua idade

Diz do poder de toda a gente
Mesmo em tempo onde tudo se encurrala
Já sabemos de cor o sumo dessa mente
Que nos mata, mas que não nos cala!

Só podemos ir se for
No corpo de um beijo
Uma vida que se chama amor
É o que tenho e o que desejo

1 comentário:

DeHoJeDeSeMpRe

Esta flor que nasce no vento Este sorriso que trago em mim Sabe-me melhor no momento Em que me acordas assim Este mar que s...