26 de fevereiro de 2014

qUoTiDiAn0

Fazem-se as horas organizadas em decisões
Recolhe-se o lixo e lava-se a loiça na hora certa
E nem reparamos que já andávamos aos trambolhões
Sempre que o cansaço nos dói e aperta

Temos a casa bem limpa e organizada
Pronta a brilhar sei lá o quê
Até somos capazes de dormir de mão dada
Mas raramente vemos para além do que se vê

Compramos detergentes como tem de ser
Limpamos a saudade garantida
E de repente quando o vazio nos veio encher
Já nem contamos as lágrimas que temos em vida

Será a razão semente fértil da existência?
Será o futuro o acaso da distração?
Há dias em que me lamento na essência
De caminhar coladinho ao coração...

Será a morte assim tão distante?
Será o tempo um cavalo solto e só?
Há dias em que nem queria ser amante:
Ser pedra, poste, ferro ou pó!

1 comentário:

Maria disse...

É tempo de falar de vida, vida, vida, vida!!!!!!!

Beijos

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...