6 de setembro de 2011

PeRfEiToDiA

Talvez do outro lado uma voz a chamar
"Encontra-me. Devolve-me a noite e o vento desfeito."
Então o salto. Outra vez nos silêncios do meu cantar
Consigam transformar o infinito num dia perfeito!

Talvez do lado de lá a espera da eternidade
Assim como um mel que nos escorre na pele a eito.
Então o verso. A lágrima que se inunda em felicidade
De tudo se transformar no infinito de um dia perfeito!

Talvez do lado de cá a ternura que vai e vem
Pela autoestrada que às vezes me sangra no peito.
Então o grito. A solidão de uma saudade que ainda não tem
Todas as cores com que se pinta o infinito de um dia perfeito!

2 comentários:

at_chim disse...

http://youtu.be/E33I5neA6pQ

Maria disse...

Pudesse eu ser do outro lado a voz que te chama
ou noite ou vento ou chuva ou mar revolto
talvez viesses e o teu abraço aqueceria a nossa cama
para depois do momento perfeito te querer sempre solto...

Abraço-te.

LeGeNdA

Pac-man e suas princesas