10 de maio de 2012

pRiMaR

Porque nos aromas da calmaria
Em cores e formas de um abraço
O meu canto é muito mais do que faço
Um sonho a comandar o passo
Com que o amor se anuncia

Levo na pele todo o calor assim
Na voz, o azul do mundo inteiro
Pedaços de vida em todo o seu cheiro
Como se cada beijo fosse o primeiro
Com que te dás e te prendes a mim



2 comentários:

Maria disse...

Hoje deixo-te um sorriso pelas flores. Por um pormenor nas flores.
Mais tarde venho reler o poema. Sei-te em estado de graça...

Abraço-te.

Liliana Lima disse...

Gosto de te ler assim, feliz!

Beijo

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...