29 de dezembro de 2008

cLaRã0




Regresso-me no calor dessa escuridão que me revela todo o brilho da memória. Verto um rio de saudade só porque sou fonte de mim. No ritual doce e sangrento das mãos que se procuram. No abraço seguro dos olhares cúmplices. Estrela d' Alva pode ser, sim. Entre o adormecer dos sonhos e a madrugada das marés. Assim, no teu ir-e-vir eterno!
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Teve de ser...

11 comentários:

Maria disse...

Reinvento as palavras para te dizer o que sinto. Porque da saudade já sabemos. E dos abraços e dos olhares.
E da Estrela d'Alva que é tua. Na memória do meu tempo já distante. Assim, na eterna maré onde mergulho...

Que bom estares aqui!
Ainda bem que teve de ser...

Um beijo grande, Pedro!

gabriela rocha martins disse...

ainda bem .gosto deste "teve de ser"
e
espero que haja muitos mais

prometes?



.
um beijo

Maria P. disse...

Que bom...

Bjs*

Carla disse...

que bom que teve de ser e que as saudades ditaram o teu regresso. As "palavras que nos unem" precisam de palavras como estas...
um bom ano de 2009
beijos

Putty Cat disse...

Faça-se Luz no teu regresso


Beijo Grande

Pcat

Babes disse...

Que seja eterno o teu "vir", para poder mergulhar o olhar na "fonte de Ti".

Obrigada.

Beijo Meu

Apenas eu disse...

Bem.. o que dizer...
saudades são doces, como os sonhos.
as marés são intensas, e não existem por acaso.
Bom que o mar te tenha trazido de volta para nos matar as saudades de te ler.

um abraço do tamanho da minha saudade.

Paula Raposo disse...

Ainda bem que teve de ser...acontece assim mesmo. Tem que ser...porque é mais forte do que nós!! Beijos de bom ano.

cristal disse...

Pedro

Que bom!!!
As saudades apertaram e teve que ser....voltou num "Clarão".

Contente fiquei com este regresso.

Abraço Grande

e

Fique bem

mariam disse...

Pedro,

O
B
R
I
G
A
D
A

por tudo.....
e que bom voltar.te a (re)ler neste «daspalavrasquenosunem»

sentido abraço :)
mariam

Som do Silêncio disse...

:)
Um sorriso para ti...

Bjs,
Som

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...