17 de fevereiro de 2009

oMeUc0rPo



Sabes que do meu corpo rompe uma ilusão

Carregada de mistérios e segredos

Com cores de beijos e segredos

Na melodia forte que em ti se faz canção



Os silêncios de uma saudade em brasa

As memórias dos sonhos sem casa

Os passos de uma dor que nunca se atrasa

O sangue que explode e extravasa...



Pois é... o meu corpo é chama e sal

Ponte de cheiros, amores e luz

Entre palavras que sabem bem, que sabem mal

Mas onde me perco porque tudo me seduz



Viagens no peito aberto em mim

Labirintos de fogo, carne e jasmim

Caminhos inquietos entre o princípio e o fim

Rusgas nas lágrimas de se perderem assim...

9 comentários:

Maria disse...

Quando a saudade se abrasa assim, desta maneira intensa, só nos resta viver intensamente todos os momentos que temos pela frente. Para que a saudade se acalme...

Um beijo grande, Pedro

as velas ardem ate ao fim disse...

um abraço apertado

mariab disse...

saudade, inquietação. sempre presentes na tua pesia.
beijo

LUZ disse...

É sempre um prazer ler-te, e que escrita magnifica tens hoje.....
Beijos ***

Apenas eu disse...

e que os teus beijos tenham sempre cores e segredos, que a voz nunca te doa, e que essa chama toda nunca se extinga... porque é das tuas viagens á vida que fazes as palavras que nos unem de uma forma linda.

beijo Pedro
(não mudes nunca)

Carla disse...

pode ser tanto o nosso corpo, em tudo o que nos faz sentir
beijos

cristal disse...

Pedro

Palavras plenas de emoção!
Post belíssimo (como sempre)

Um Abraço

nuvem disse...

Se disser que adorei, achas que me repito?

Gosto mesmo muito de te ler.

gabriela rocha martins disse...

a arte de bem escrever




.
um beijo

aTuAaUsÊnCiA

A tua ausência morde-me o tempo e já não sei muito bem contar. Contar os dias que faltam ou contar os passos obrigatórios. Sabes que o me...