25 de janeiro de 2011

v0o


Todos os voos no nevoeiro perdidos
Teias carregadas de um só cantar
Sonhos, pecados, futuros esquecidos
Em cada pedaço de cada voar...

São viagens de cá para lá
Entre palavras e gestos sentidos
Ventos que sabem a uma cor que terá
Todos os voos no nevoeiro perdidos

Poetas à solta nos recantos de mim
Como um sangue que corre no mesmo lugar
Do meu corpo um toque a magia sem fim
Teias carregadas de um só cantar

Vida, janela aberta e pintura
Horizontes em flor, coloridos
Quem sabe o abraço da ternura
Sonhos, pecados, futuros esquecidos

Passo lento, inquietação
Forte corrente presa ao mar
Uma onda que ecoa no coração
Em cada pedaço de cada voar...

5 comentários:

OUTONO disse...

O fascínio da tela,onde cores mordiscam os desejos de palavras soltas mas sentidas.
O dizer sedento do que vai na alma e o caminho que se alonga...
Brilhante!

Liliana Lima disse...

"em cada pedaço de cada voar..."
:-)
Gosto desta imagem!

Maria disse...

Só falta a música...
Oiço ao fundo uma guitarra e uma viola :)

AnaMar (pseudónimo) disse...

Uma canção.
De embalo de emoções.
Palavras guardadas no peito em frente ao avançar determinado.

mariam disse...

Pedro,

Lindo! Gostei especialmente deste voo :)

Um sorriso :)
mariam

LeGeNdA

Pac-man e suas princesas