15 de maio de 2011

oLuGaRdEmImQuEsEeSqUeCe


Há um lugar de mim que se esquece. Na penumbra de um silêncio ouvem-se as lágrimas roucas já. São as memórias perdidas na dança da pele. E eu, no lugar de mim que se esquece, escrevo mais um poema.

1 comentário:

Maria disse...

É este o lugar teu que não esqueço...

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...