15 de maio de 2011

oLuGaRdEmImQuEsEeSqUeCe


Há um lugar de mim que se esquece. Na penumbra de um silêncio ouvem-se as lágrimas roucas já. São as memórias perdidas na dança da pele. E eu, no lugar de mim que se esquece, escrevo mais um poema.

1 comentário:

Maria disse...

É este o lugar teu que não esqueço...

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...