23 de março de 2012

c0rReNtE

O tempo que me falta é um rasgão na minha pele. Deixa-me no sufoco de uma liberdade que me prende. Não sou onda. Sou corrente.

3 comentários:

Maria disse...

Voluntariamente.
A gostar da liberdade. Que te prende...

:)

... disse...

a liberdade é tua. se és corrente, prendes-te, se te prendes para além de ti não és livre e se não és livre és feliz?
pelo menos sabes o que és...
és poeta...

Ailime disse...

Amigo,
Quando o leio, como agora, os meus olhos marejam e penso e medito nesse seu amor tão grande pela sua mãezinha.
Um beijo.
Ailime

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...