18 de junho de 2015

DaSpAlAvRaS

Não existem silêncios nas palavras
Talvez as facas
Os beijos
Ou sonhos
Que palavras soltas são ventanias
Correntes dentro
Presas a tudo o que se liberta
Da ternura e da raiva dos dias...

Sem comentários:

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...