19 de janeiro de 2009

pArAaLéMdAsPaLaVrAs

Para além das palavras há um silêncio que sufoca
Uma estrada, uma falésia, um infinito mais que infinito
Para além das palavras, de mim, roucam-se-me os passos
Porque tudo é saudade, sonho e grito
Para além das palavras os poetas e os amantes de novo
Entre a luz e o tempo, do peito feito ardor aflito
Para além das palavras há um eu, um tu, um nós,
Todos os sabores e os abraços dessa saudade, sonho e grito
Para além das palavras os minutos são eternos
Na maré que vai e vem, torrente que me devolve tudo o que tenho escrito
Para além das palavras rusgas de memórias no meu pulso
Que agarra esta saudade, este sonho e este grito
Para além das palavras o futuro é colorido? Uma flor?
Talvez. Deixo-me embalar assim, nas melodias que acredito
Para além das palavras que direi, que nunca te direi, que se inventam, talvez
Encontro-me saltimbanco entre a saudade, o sonho e o grito

7 comentários:

Paula Raposo disse...

É verdade. Somos saltimbancos...beijos.

Multiolhares disse...

Para alem das palavras, os sonhos silenciosos, que falamos sem falar
bj

Maria disse...

Para além das palavras fica sempre uma enorme saudade umas vezes gritada outras calada para além das palavras ficam as cantigas que cantaremos ao amanhecer e ao adormecer em palavras de ninar para além das palavras fica o meu grito e a vontade de me mergulhar em mim em ti em nós.

Um beijo, Pedro

mariab disse...

Para além das palavras, existe a inquietação de viver. Saltmbancos, sim...
Beijos

Carla disse...

o grito será eterno na eternidade dos minutos que se quer preservar com vida
beijos

Apenas eu disse...

Para além das palavras fica o silêncio dos minutos eternos, a saudade que sempre sabe bem porque é mel.
Sim uma Flor :) um futuro bem colorido, cheio de eternos minutos.

espero fazer parte de 1 minuto desses :)

beijo Pedro

mariam disse...

Pedro,

nada direi também! é lindo! o poema.

um abraço (grande)
mariam

aTuAaUsÊnCiA

A tua ausência morde-me o tempo e já não sei muito bem contar. Contar os dias que faltam ou contar os passos obrigatórios. Sabes que o me...