13 de maio de 2009

GaVeTo

Passo a passo entre as cores
Cai uma gota da minha pele em segredo
Ouvem-se as histórias de encantar
Um outro pequeno acorde do sol
E nunca mais é tarde
E nunca mais é cedo...
Passo a passo guardo memórias
Na palma da minha mão em silêncio forte
Cantam-se as marés da respiração
Um sábio perfume do futuro
Como quem morre na vida
Como quem vive na morte...
Passo a passo procuro as vozes de nós
Na inquietação dos horizontes pintados
Gritam-se os corações, o calor e o sangue
Um eterno caminhar de luta e cansaço
Onde todos somos perdidos
Onde todos somos encontrados...

9 comentários:

Carol disse...

Meu querido Pedro ...

E eu que não tenho passado por aqui ... no espaço onde as palavras sempre nos unem e nos fundem ...

Mas há dias e momentos assim ... em que nem tudo nos corre de feição, em que o cansaço parece que toma conta de nós, numa luta constante para fazer vingar o futuro ...

Momentos em que preciso que o silêncio se instale em mim ... para que não me perca ...para que seja sempre encontrada ...

Espero que a nossa princesa Margarida esteja maravilhosa como é ... :)

Uma beijoca carinhosa ...

as velas ardem ate ao fim disse...

Ha tanta suavidade em nada dizer e tudo se entender.Fernando Pessoa

Sinto o em ti no teu blogge vai daí premiei te no Velas!

um bjo

Apenas eu disse...

Ouvem-se os teus passos
Cantam-se as alegrias entre as marés
Gritam-se os corações de felicidade.

A tua vida é um jardim cheio de cores e flores :)

Beijo Pedro
saudades

Maria disse...

Passo a passo segui os acordes das memórias
Cobri a minha pele com o teu manto
Nas tuas mãos vivem todas as estórias
E a tua voz não se embarga com o canto
De todas as palavras silenciadas
De todos os passos ainda por percorrer
Vivemos à força de vontades abraçadas
Morremos, talvez, ainda sem nascer

Um beijo, Pedro
(cheia de saudades...)

Apenas eu disse...

Pedro.
Não tenho sono. ainda aqui ando.
há pouco esqueci-me de te dizer.
Gosto de Ti.

AnaMar (pseudónimo) disse...

Tantas vezes que me perco. E me reencontro.
Desta vez custou mais.

Ainda bem que há palavrasquenosunem.

Beijo

Lídia disse...

... gosto das cores da vida que contas.

Carminda Pinho disse...

É a 3ª vez que passo por cá, para ler este teu poema, Pedro.
Em todas me arrepiei...de emoção.

Beijinho à Margarida.:)

Sanxeri disse...

É tao bonito... Eu preciso de ME encontrar.

LeGeNdA

Pac-man e suas princesas