18 de maio de 2009

pUzZlE


Serei eu parte de mim

Uma espécie de aroma de jardim

Que se evapora na pele dos amantes?

Serei eu onda forte

Uma tempestade de amor forte

Que se faz poema em versos inconstantes?

.
Serei eu metade de cada pedaço

Uma inquietação na ponta dos dedos

Fonte de memórias e segredos?

Serei eu a peregrinação que faço

Sempre que me carrego assim

Parte de tudo, parte de mim?

10 comentários:

Lídia Borges disse...

"Serei eu onda forte
Uma tempestade de amor forte
Que se faz poema em versos inconstantes?"

As dúvidas... As dúvidas do que somos, de quem somos.

Maravilhoso o texto!

Maria disse...

És verso és poema és amor és inquietação és onda és rio és tu!
Assim te sei. E poderia continuar...
... porque tu és tanto...

Beijo-te.

mariam disse...

Pedro,

_______ ÉS _______ . Muito .


lindíssimo poema!

grande abraço e o meu sorriso amigo :)
mariam

Carminda Pinho disse...

Serei?
Serás?
Gosto muito dos teus poemas, Pedro.
Imagino-te um cidadão inquieto, que se sabe expressar como poucos, através da palavra.

Quisera eu, ser assim...
:)

KrystalDiVerso disse...

É!... E será sempre mais de si mesmo e de todos; até porque seus poemas não enganam ninguém e muito menos enganam você mesmo!...

"..Serei eu metade de cada pedaço.."
"...Parte de tudo, parte de mim...

Admirávelmente, carregar o fado de si mesmo, faz parte de si e... faz muito bem, assim quanto seus agradáveis Poemas!...

Escolha entre... beijos e abraços

Apenas eu disse...

Pedro :)
Ser...
és o aroma silvestre que nos deixas nas palavrasquenosunem...
És tudo isso e muito mais...
És um SER Humano lindo.

Um Grande beijo, um abraço e um sorriso do meu olhar.
Obrigado.

as velas ardem ate ao fim disse...

Parte de ti, parte de tudo, parte de nós, O Mundo!

um bjo

susana disse...

Serás onda forte, pelo menos nas palavras.

Ana disse...

O puzzle de que somos construídos.
Parte de tudo e sempre inteiros.

Um beijo.

Sanxeri disse...

Não sei o que és... mas parece-me que esse puzzle precisa de umas peças. :)

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...