24 de julho de 2011

0sSiLêNcIoS

Pequena Pantera, o que é o silêncio?
Qual, Pequeno Príncipe?
O teu.
Tanta coisa...
E os outros?
Tanta coisa...
Por exemplo?
Um grito.
Um suspiro?
Sim. Um suspiro.
Um sorriso?
Talvez muitos.
Uma canção?
Claro!
Lágrimas?
Também.
O silêncio é tanto, Pequena Pantera!!! E demora sempre muito tempo...
Eu sei, Pequeno Príncipe.
É bom?
Pode ser.
Mas pode ser mau, é?
Depende.
Depende? Ai, não percebo nada!
Nem eu, querido. Nem eu.
Tu tens silêncios?
Tenho. E tu?
Eu?!!! Eu grito! Eu suspiro! Eu sorrio! Eu canto! Eu choro!
Então afinal também tens silêncios...
Sim. Tenho. Mas os meus ouvem-se. Por isso doem muito menos...

4 comentários:

Maria disse...

Que 'raio' de poema...

Abraço-te. Muito.

MeuSom disse...

és magnifico, pequeno príncipe :)
um beijo.

zmsantos disse...

Estes dois já fazem parte dos meus silêncios.
És lindo, irmão!

Carol disse...

Pedro,

Que saudades já tinha de te ler !! Há muito ausente do teu espaço - mea culpa - é sempre maravilhoso ...

Um beijo grande, carinhoso :)

C.

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...