30 de dezembro de 2011

eScReVo-Te

Escrevo-te a saudade no espelho desta luz que me sorri
Sou a corrente da minha pele em todos os olhares
Percorro as palavras, plantadas pelos sonhos e pelos lugares
Onde a tua voz ecoa, flor cheirosa que um dia abri!
Escrevo-te nu, como um rio solto no monte.
Escrevo-te forte, como a água fresca da fonte.
Escrevo-te tudo, no canto leito deste amanhecer.
Escrevo-te assim, porque só assim sei ser...

4 comentários:

OUTONO disse...

Escrevo-te na vontade de um rio imparável, onde navegam palavras, que quero (exijo) continuar a abraçar, no teu canto "teimoso" e belo!
Um 2012 pleno.
Abraço!

mariam disse...

Belo!
Pedro, Bom 2012!
http://mariasentidos.blogspot.com/2011/12/katie-melua-happy-place_29.html

um sorriso :)
mariam

Maria disse...

Escrevo o amor na areia de qualquer praia
que um dia foi só nossa a noite inteira
clandestinos amantes onde a onda se espraia
incendiando a palavra de qualquer maneira
Escrevo a saudade a sal e sangue
e espero por ti em todas as marés
amanheço-me entre pedras exausta e exangue
de te escrever nas ondas que me beijam os pés.
Escrevo-te ao fim do dia, a hora morta
E embora sabendo que não me lês
nem te lembres do amor que a gente fez
Escrever para ti é tudo que me importa...

OutrosEncantos disse...

escrevo-te, Pedro, para te desejar um Feliz 2012.

Abraço.

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...