28 de novembro de 2008

sEmPrEmArIa


Queria fazer uma roda
Do tamanho do teu coração
Cantar-te de uma só vez
Pintada numa canção


Queria o poema, a ilha
Essa maré do teu olhar
Saber-te sempre assim
Mesmo quando não te consiga cantar


Queria o sempre, em todos os nós
Os que juntam, sombra, abrigo e corrente
Nos passos de cada abraço
Que nos cabe no peito em cheiro de gente


Queria tanto! Sufoco no vazio
De não largar esse grito
Com que te pintava hoje
De dentro de mim até ao infinito!

12 comentários:

Leticia Gabian disse...

Pedro Branco,
Conseguistes a canção e as cores certas para a nossa querida MARIA.

Deixo aqui o meu abraço e a minha admiração pelo poeta

Maria disse...

Já te li não sei quantas vezes, Pedro.
E as palavras não me saem... quem sufoca hoje sou eu...
Não te posso dar a ilha, mas tens sempre a maré do meu olhar... e o meu abraço, assim, grande e redondo...

Vou voltar mais tarde, para te reler outra e outra vez. Agora só consigo dizer-te que Gosto de Ti!!!
Obrigada, Pedro.

Um beijo grande.

tufa tau disse...

posso entrar na roda?
... fazer parte do coro?

associo-me a esta homenagem à nossa amiga maria.

para ela, um beijo de parabéns para além do infinito (pode até ser ir e vir).

abraço

Maria disse...

Voltei. É esta a hora...

Dás-me tanto todos os dias
Sempre que leio as tuas palavras
Que chegando de mãos vazias
As levo cheias de abraços

Trago-te bem dentro de mim
Do lado esquerdo, no coração
Que é o lugar mais bonito
Para guardar um filho, um irmão

Rebento-me por dentro, no peito
Do sufoco, do pranto, do grito
Abro a janela e soltas-te em rio
De dentro de mim, até ao infinito.

... e tanta água para mergulhar...

Obrigada, Pedro.
Um beijo grande.

Montanha Azul disse...

Achei este poema LINDO... cheio de fúria de viver, de sentir, de bem querer.

Beijinho e um óptimo fim de semana.
:-)

Apenas eu disse...

Aqui tudo se encontra na harmonia dos sentires, dos Amigos, Só Tu Pedro conseguirias na magia das Tuas palavras fazeres nossa a vontade de abraçar a Maria, por enquanto em letras de mar...

Beijo em Ti
E para sempre Maria, ela é merecedora de tUdo...

Gosto muito dos dois
Mais do que sempre foi um prazer imenso ler-Te.

melgadoporto disse...

Maria!
Poeta fingidor, dizia Pessoa e não se enganava.
Maria!
De norte a sul, tantas se vão gratificar com as tuas palavras.
Mais ainda as que Maria são e poucos o saberão como tu ...
Poeta fingidor és, e não só tu...
Maria!
:-)

mariam disse...

Pedro,
muito bonito! bela homenagem à linda Maria. Não a sabendo com o olhar já a sei um pouquinho com a "alma" e gosto muito dela também.

bom fim-de-semana
um abraço (sentido)
e um sorriso (largo) :)

mariam

cristal disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
cristal disse...

Pedro

Lindo,Lindo,Lindo....

Este querer tanto, assim em palavrasqueunem....

Um Beijo à Maria

e

Um Beijo para si e um :)

Som do Silêncio disse...

Olá Pedro!

Muito bom o que ofereces à Maria. Muito bonito mesmo!

Beijo,
Som

Paula Raposo disse...

Maravilhoso poema!! Beijos.

LeGeNdA

Pac-man e suas princesas