6 de novembro de 2011

rEcAd0

Que as sombras tragam a luz dos sonhos, meu irmão! Respiro-te na essência deste rio de corrente forte. As minhas mãos apertam as palavras que trazes fechadas no peito. Os meus olhos, a ternura do teu sorriso. A minha voz, a espera dos abraços...

1 comentário:

Maria disse...

Acho que des.aprendi uma certa forma de (te) respirar, amigo!
Mas ainda não perdi o jeito de te abraçar...

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...