28 de novembro de 2011

aPaReDeDoSmEuSs0nHoS

Na parede dos meus sonhos o sol pinta flores. A parede dos meus sonhos é para onde fores.
Na parede dos meus sonhos o espelho é azul de mar. A parede dos meus sonhos faz-me cantar.
Na parede dos meus sonhos ouve-se a manhã que dança. A parede dos meus sonhos tudo alcança.
Na parede dos meus sonhos cada dor pode ser um rio. A parede dos meus sonhos é um abraço sem frio.
Na parede dos meus sonhos os poemas soam na sua cadência. A parede dos meus sonhos é a minha essência.
Na parede dos meus sonhos todas as histórias são contadas em pele ardente. A parede dos meus sonhos é um caminho sempre em frente.
Na parede dos meus sonhos o meu corpo adormece lento. A parede dos meus sonhos é o sopro do vento.
Na parede dos meus sonhos as viagens fazem-se de pé. A parede dos meus sonhos é!

1 comentário:

Maria disse...

É uma parede que pode ser uma travessia. Um trilho. Uma estrada.
Gosto de estradas. Das que vão sempre em frente, como um amor ardente. E gosto de trilhos. Fáceis ou sinuosos, sempre com o teu olhar a dar-lhes brilho. Depois a travessia. Com toda a estória dos sonhos e dos corpos. Sei que um dia...

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...