28 de novembro de 2011

aPaReDeDoSmEuSs0nHoS

Na parede dos meus sonhos o sol pinta flores. A parede dos meus sonhos é para onde fores.
Na parede dos meus sonhos o espelho é azul de mar. A parede dos meus sonhos faz-me cantar.
Na parede dos meus sonhos ouve-se a manhã que dança. A parede dos meus sonhos tudo alcança.
Na parede dos meus sonhos cada dor pode ser um rio. A parede dos meus sonhos é um abraço sem frio.
Na parede dos meus sonhos os poemas soam na sua cadência. A parede dos meus sonhos é a minha essência.
Na parede dos meus sonhos todas as histórias são contadas em pele ardente. A parede dos meus sonhos é um caminho sempre em frente.
Na parede dos meus sonhos o meu corpo adormece lento. A parede dos meus sonhos é o sopro do vento.
Na parede dos meus sonhos as viagens fazem-se de pé. A parede dos meus sonhos é!

1 comentário:

Maria disse...

É uma parede que pode ser uma travessia. Um trilho. Uma estrada.
Gosto de estradas. Das que vão sempre em frente, como um amor ardente. E gosto de trilhos. Fáceis ou sinuosos, sempre com o teu olhar a dar-lhes brilho. Depois a travessia. Com toda a estória dos sonhos e dos corpos. Sei que um dia...

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...