28 de abril de 2009

sEi-Te, MaRiA!

Sei-te tempestade, em cada novo desalento
Fogo que varre a memória à passagem
Cratera de uma outra ilha, uma outra viagem
Lágrima que te serve de nó e alimento

Sei-te corrente, em cada grito lançado
Sobre o areal da tua inquietação
Canto selvagem, cheiro do coração
Fonte de pranto vivo e já cansado

Sei-te voz, carregada de colo e carinho
Sangue de mim, de amor e calo
Vómito, tela ou mesmo abalo
Ritual de nós, que se dá de mansinho

Sei-te aqui, agora, sempre e agora
Na volta da volta e da revolta que volta
No poema-verso de arma que se solta
Que adormece, que fica e se demora

Sei-te, assim, Maria!

8 comentários:

Maria disse...

nunca comentei ninguem mum iPod
Voltarei depois com outdo tempo
we soubesses comp gosto de to

Beijo pedro

A CONCORRÊNCIA disse...

E eu também sei, só não saberia dizê-lo desta forma ...

2 Sorrisos, um para cada um.

zmsantos disse...

Belo! Simplesmente, belo!

Abraço.

JC disse...

São os três lindos.

Beijos

pin gente disse...

puro estado o da amizade profunda

beijo

Maria disse...

Acho que nunca fiz tantos erros em tão poucas palavras. Já me ri de mim!

Disse que voltava. Aqui está:


Gritam-me os silêncios dos teus olhos
Abanam paredes em tremores de corpos
Sorriem-me as crianças, querem estórias
Dou-lhes o colo de todas as memórias

Da dor de percorrer todas as estradas
Com que o amor cimentou os meus caminhos
Vejo gentes com vidas destroçadas
Que resistem a não andar sozinhos

Quem desatou todos os nós e laços
Para onde fugiram os beijos e abraços
Que sempre me prenderam à minha gente

De todas as sementes que dei à terra
E reguei todos os dias, com a força da guerra
Vingaste tu, que serás nova semente...


"we soubesses comp gosto de to"
Isto quer dizer:
Se soubesses como gosto de ti! Parecido, não é? Culpa do iPod.
:)))

Beijo, Pedro, com todo o meu amor

Apenas eu disse...

Pedro as Tuas (nossas) palavrasquenosunem, estão tão encadeadas e amarradas em sentires que deixas aqui o pessoal todo encantado.

isto é amor para cá, amor para lá.
porque amor é um sentimento puro, muito para além de tudo, bem... não exageremos... aqui não há santos eh eh eh

Hoje apetece-me brincar, contigo, hoje apetece-me dar-te um beijo com todo o meu amor, aquele que tu sabes... de Amiga do Coração.
E também sabes que quando me apetece não me poupo a esforços :))

lembras-te da lua? :)) até bufava :))

Pronto vou á vidinha, dormir que já não são horas de andar por aqui...

Beijos com amor para Ti, e para todos os que mais amas.

Já agora deixa-me dar uma palavrinha á Maria:
também te amo Maria, és uma grande AMIGA.
(ela sabe mas nunca é demais dizer aos amigos o quanto eles nos são importantes)

Rogério Charraz disse...

Ficaria espantado se não soubesse do teu jeito com as palavras e da beleza interior de quem te inspirou essas palavras.

Assim, não me espanto mas não deixo de me encantar!

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...