12 de abril de 2009

tEnHoUmSoRrIs0pArAaSoLiDã0



Soltas-me em versos que correm pelas margens de mim, pelas curvas do tempo. Carregas-me a história e serves-me de fonte de lágrimas que se encostam na minha voz. Sabes que no silêncio de ti sou capaz de pintar todos os horizontes. Que a minha pele reflecte sonhos. Os meus dedos intranquilizam o calor de quem aperta contra si a vida. Toda a vida. Encontro-me em mim e nos outros. E tu sabes-me assim, solidão. Perto do poema. Que um dia quero alcançar!

13 comentários:

L.Borges disse...

Enquanto a pele reflectir sonhos, haverá sempre um sorriso para a solidão...
Lindo!

Maria disse...

À estrada te farás um dia destes. Não em solidão, mas solitário. E solidário. Porque da tua pele saem palavras e flores. E das tuas mãos nascerá o poema. Tão perto...

Um beijo, Pedro

nuvem disse...

Bela inspiração...

Beijinhos

cristal disse...

"...Encontro-me em mim e nos outros. E tu sabes-me assim, solidão. Perto do poema..."

Lindo!

Um Abraço Pedro

Carol disse...

Pedro ...

o que te posso dizer ...

apenas que ... GOSTEI !!

Revi-me nas tuas palavras ... (neste momento em que ando muito mais introspectiva ...)

Uma beijoca carinhosa ... e obrigada

Maria P. disse...

Lindo, assim...


Beijinho*

Apenas eu disse...

gosto de te ler. no inicio mesmo fazia-o com alguma dificuldade, lia e ia embora sem dizer "ai" :))

Hoje leio-te com o mesmo gosto de sempre, com alguma dificuldade em aompanhar-te nas tuas viagens.

Mas hoje leio-te e gosto mesmo quando não entendo. aí está o verdadeiro gozo do leitor, decifrar ou ler entrelinhas...
ler um poema assim sabe bem.

beijos Pedro

Carla disse...

leva-nos a solidão por caminhos só nossos, onde descobrimos as palavras desse poema
beijos

Som do Silêncio disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Som do Silêncio disse...

E eu tenho um sorriso para ti, Pedro!
Bjs
Som

Lúcia disse...

Pedro - tenho cá vindo e tenho-te lido. Sem nada dizer. Porque no silêncio leio-te melhor e nada tenho a dizer de palavras que me tocam. Como estas: Sabes que no silêncio de ti sou capaz de pintar todos os horizontes. Que a minha pele reflecte sonhos. Os meus dedos intranquilizam o calor de quem aperta contra si a vida. Toda a vida.
Beijos

just me, an ordinary girl disse...

tao bonito!!!!

parabens!

mariab disse...

na procura do poema. a ele chegas de cada vez que a tua pele reflecte sonhos. e assim acolhes a solidão.
beijos

aTuAaUsÊnCiA

A tua ausência morde-me o tempo e já não sei muito bem contar. Contar os dias que faltam ou contar os passos obrigatórios. Sabes que o me...