9 de julho de 2009

d0mEuPeIt0aTéTi


Do meu peito até ti, um vento forte sempre aceso.
Como uma fogueira eterna que se aninha na saudade...
Do meu peito até ti, marés de palavras soltas, vagabundas.
Como uma canção que se estende aos olhos da minha cidade...
Do meu peito até ti, uma comichão que se reflecte em nós.
Como um sopro ou um brilho que me faz sorrir...
Do meu peito até ti, o minuto que voa, o tempo que parece que não passa
Como se tudo fosse sempre ir e vir, ir e vir, ir e vir...
.
.
Do meu peito até ti, a vida. O recital quente de mais um abraço.
Porque do meu peito até ti, me encontro e me refaço!

9 comentários:

Maria disse...

Hoje não te falo de inquietação...
Hoje digo contigo que neste nosso ir e vir
do meu peito até ti vai uma maré cheia de nós
em que me desfaço
e onde me refaço
num enorme abraço

Beijo-te

as velas ardem ate ao fim disse...

Um abraço!

Maria disse...

Parabéns, Pedro.

Um beijo.
Até já...

nuvem disse...

O teu peito chega até todos nós...

Um beijo

Carminda Pinho disse...

Hoje é dia de festejar a vida envolvida nas memórias.

Parabéns Pedro!
Beijos

Alda disse...

Lindo...(do meu peito até ti, me encontro e me refaço.)

Agradeço a visita ao meu jardim da alma!
Um bom fim de semana.

Lídia Borges disse...

Parabéns!
Pelo dia, pela poesia, por ti...


Um beijo

Apenas eu disse...

Parabéns Pedro :)
Parabéns por tanta coisa! És realmente uma pessoa muito especial.
Do meu peito até Ti fica o nosso abraço (aquele...)(o tal...) :))

Hoje mais do que nunca quero brincar contigo... porque Hoje voltaste a nascer.

Obrigada. Por conseguires tornar o longe perto.

Mais beijos e beijos e muitos Parabéns !!

Bem vou-me lá... trabalhar mais um pouquinho....

fui...

Carol disse...

Pedro,

Muitos PARABÉNS !!!! Pelo dia ... por ti ... por aqueles que te rodeiam ...

Uma beijoca carinhosa, grande

Tem um dia fabulástico :)

Hoje à noite vou estar com vocês em pensamento. Esta noite tenho outro compromisso. Mas não tenho a mínima dúvida que será uma noite inesquecível :)

Charol

aLuCiNaÇã0

Prometo-te um poema de amor, meu amor. Sim, hei-de chamar-te "meu amor"... Posso, meu amor? Gosto da palavra "amor&quo...