31 de julho de 2009

tAlVeZ?




Serei poeta perdido na vida que me conduz?
Serei vagabundo dos mistérios e da paixão?
Não. Sou apenas mais uma estrela de luz
Que talvez se chame coração...

Serei a semente perdida em tudo o que pus?
Serei a ferida cansada de mais uma noite em vão?
Não. Sou apenas mais uma estrela de luz
Que talvez se chame coração...

Serei um pote de barro que nada produz?
Serei onda, vento, areal da mesmíssima solidão?
Não. Sou apenas mais uma estrela de luz
Que talvez se chame coração...

Serei o risco na vida de dentro de cada nova cruz?
Serei os silêncios de mim, chagas de inquietação?
Não. Sou apenas mais uma estrela de luz
Que talvez se chame coração...


Serei a lágrima sedenta que grita e seduz?
Serei o fogo, a cinza ou o vulcão?
Não. Sou apenas mais uma estrela de luz
Que talvez se chame coração...


Nada sei de respostas que de mim tudo sangra no tempo que se reproduz
E por isso, certamente por isso, nada fica em vão
No tempo de ser estrela de luz
Que talvez se chame coração...

11 comentários:

A CONCORRÊNCIA disse...

Nenhum de nós sabe de muitas respostas, mas pelo menos uma certeza todos temos: é realmente uma estrela de luz o teu grande coração.

Beijo e até já ...

Som do Silêncio disse...

Serás sempre uma estrela para quem te quer bem...

Beijo meu

Maria disse...

Podes ser tudo o que dizes, ou nada. Mas de uma coisa tenho a certeza: és coração!
E sorrio-te, cúmplice de palavras...

Um beijo, Pedro

Delirius disse...

Pedro,
Beijo no teu coração!

Ana Martins disse...

Muitas dúvidas num lindo escrito!

Beijinhos,
Ana Martins

Filoxera disse...

Dúvidas que consomem um coração cheio de sentimento.
Um beijo.

maré disse...

quando questionar
se impõe

numa só afirmação

luz de uma mesmíssima solidão

_____

um beijo, marítimo

Ana disse...

Pedro, um coração cheio de amizade.Obrigada pela tua visita.
Bjinho

Marta Vasil disse...

Foi um prazer grande ler este poema
Um poema, sem dúvida, de auto-reflexão, o questionamento constante sobre o que somos ou não somos, no fundo,as dúvidas que se nos deparam em certos momentos de vida.

MV

Céci disse...

Não sei o que serás!

Mas sei que quem escreve assim,escreverá para sempre linda poesia.

Bjiho

Céci

Apenas eu disse...

Pedro...
Tu és todo coração.

beijos

aTuAaUsÊnCiA

A tua ausência morde-me o tempo e já não sei muito bem contar. Contar os dias que faltam ou contar os passos obrigatórios. Sabes que o me...