1 de novembro de 2010

qUeSeFaÇaFeStA

Que dancem os violinos!
Que sorriam as donzelas!
Que se deixe o espaço do salão livre para receber os corpos todos!
Que se perfumem os silêncios!
Que se perpetuem as vontades!
Que joguem as emoções!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.
Que se percam os caminhos!
Que se deixe o ar embalar os sonhos!
Que se cantem as histórias!
Que saltem as crianças!
Que se fundam os olhares!
Que se procurem as ternuras!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.
Que se inventem os dias!
Que se transformem as aventuras!
Que se chamem os nomes todos do mundo!
Que se toquem!
Que se sintam!
Que se interlacem!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.
Que se tenha coragem!
Que se ganhe forças!
Que se cumpram sonhos!
Que se avancem lutas!
Que se abram as almas!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.
Que se chamem os passados!
Que se abram os discursos!
Que se pinte
m os gritos!
Que se atirem os maus para o infinito!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.
Que se escrevam poemas!
Que se aconcheguem trovas!
Que se lembrem todos, todos!
Que se ressuscitem os mortos!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.
Que se pendurem as armas!
Que se abracem os trilhos!
Que sangrem as paixões!
Que se lancem fogueiras!
Que dure este manifesto!
Que se faça festa. Hoje é dia de sermos.

3 comentários:

Maria disse...

Intensíssimo! Assim o senti! Que grito, Pedro!
Que se faça a festa, mas contigo. Aqui!

Lídia Borges disse...

Um grito, como diz a Maria.Sem dúvida!

Gritar só é possível a quem está VIVO e capaz de LUTAR.

Um beijo

Aquarela disse...

Hoje é dia de Sermos! sim!!!
Bonito! Intenso!

rEgReSs0a2012...

As palav r as que perdem o sent i do no vento são como pequenas pétalas de fino papel: tremendamente belas, parecem e t ernas, mas acabam ...