20 de março de 2011

d0SmEuSs0nHoS


Que dos meus sonhos nascem rosas coloridas

Um canteiro de sementes brancas de florir a paz

Tempestades e ternuras que se gritam perdidas

Neste amor que somos nós e que se faz


Que dos meus sonhos se calam as paredes do meu leito

Porque já os lencóis são viagens que deixei para trás

Num futuro carregado de canções onde me deito

Neste amor que somos nós e que se faz


Que dos meus sonhos se abram os mares em mim

Neste sussurrar das nossas vozes em tons lilás

Que um dia inventaram o prazer e o jardim

Neste amor que somos nós e que se faz


Que dos meus sonhos seja sempre eu esta criança

Paixão redonda, como uma maçã à deriva na foz

Dos rios, olhos das almas que amam na esperança

De todo este amor que se faz e que somos nós!

2 comentários:

Maria disse...

Não tenho mais lágrimas para chover. Guardo as pérolas que me rolam cara abaixo e guardo-as numa caixa. Quem sabe um dia as sopro ao vento...

Abraço-te.

LUZ disse...

... Pedro, ha quanto tempo nao te lia...
procurei-te hoje,
precisava algo especial para ler hoje,
e soube-me tao bem... HOJE.
Beijinhos, Lina

LeGeNdA

Pac-man e suas princesas