1 de março de 2011

rEnAsCeR



Não darei voz ao silêncio
Basta o tremor de um sorriso
Vasto e colorido
Inquieto e preciso
Caminhando até ti...
O meu lugar é aí!
.
Não darei grito à solidão
Basta um toque de pele quente
Aragem doce de mel
Beijo forte e ardente
Dançando até ti..
O meu lugar é aí!
.
Não deixarei lágrimas por morrer
Basta aquele verso mais
Feito em mim sussurro e dor
Entre uma margem e um cais
Aninhado até ti...
O meu lugar é aí!
.
E agora?
Porque entre o tempo que parou
A voz que se cansou
O grito que se enraivou
Cada lago que construí
Foi MESMO por me saber aí, em ti!

4 comentários:

Apenas eu disse...

quase sempre comentar-te é um misto de prazer e dificuldade.
bebo as tuas palavras e penso que lugar bonito deve ser esse...

Um abraço bem apertadinho.

Maria disse...

Renasce em cada madrugada
Com sabor a mel ou talvez a nada
O teu lugar é aqui
Renasce em cada volta de mar
Sabendo que o vais conquistar
O teu lugar é aqui
Renasce ao som da canção
E nunca serás medo ou solidão
O teu lugar é aqui
Renasce por fim em cada abraço
Com cheiro a flor e a sargaço
Porque o teu lugar é aqui!

zmsantos disse...

Abraço-te meu irmão.

Aquarela disse...

Gostei de me saber aqui... aninhada na excelência do que li!

Muitos parabéns!

PoDeSeR

Pode ser que os dias sejam apenas ilusões Pode ser que cada sonho se limite ao sumo das canções Pode ser que um poema consiga abrir o mar Po...