3 de fevereiro de 2008

rEc0lHeR

.
Porque me calas o silêncio? Esse grito que é tanto de mim... Esse recolher secreto, por entre os lírios do jardim...
.
.
Porque me transformas em pedaços de palavras? Esse poema que me atira mais um pouco para ti... Esse beijo profundo que nos encontra sempre que não estamos aqui...
.

5 comentários:

Maria disse...

Como quem colhe flores. Bom para ler num dia em que se estranha o vento e se quer sair do frio.

Maria P. disse...

Atira-nos sempre palavras assim...

Beijos*

Maria disse...

Recolho cada palavra tua. Hoje.

Beijo, Pedro

gabriela r martins disse...

amo a poesia

a preto e branco

desenhada em palavras

multicores

.
obrigada ,P



.um beijo

sombra e luz disse...

belíssima alternância entre as cores e a sua ausência... mas sempre a mesma chama... que chama... que arde... e transforma...

aTuAaUsÊnCiA

A tua ausência morde-me o tempo e já não sei muito bem contar. Contar os dias que faltam ou contar os passos obrigatórios. Sabes que o me...